Leitura Relâmpago: Os Adoráveis

9788581631950_1.jpg.1000x1353_q85_crop

 

Sinopse
Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos…

Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável…

Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane.
Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso.)

Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex”; Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez.

O que achei…

Eu realmente não esperava que essa história fosse tão divertida, envolvente e verossímil como esse, principalmente vindo de um livro de R$9,99, comprado em promoção nas Lojas Americanas, e com uma capa que não é tão atrativa como muitas que vejo por aí. Aqui se aplicou muito bem o ‘não julgue um livro pela capa’.

A protagonista, Jeane, pode ser irritante no começo, mas não cheguei a odiar ela em nenhum momento. Ela é sempre horrivelmente sincera, esquisita ao extremo, excêntrica e muito, mas muito firme em ser quem ela é, desde o começo. Mas o que mais gostei nela foi o fato dela, em uma certa altura do livro, fraquejar em alguns pontos até ter uma crise, para então, poder se encontrar de novo. Isso deixou ela ainda mais próxima a realidade, o que achei incrível.

Adorei o fato da autora intercalar entre a narração de Jeane e a de Michael, o par romântico dela. Por falar em Michael, ele foi outro que me surpreendeu. Mesmo não tendo tantas mudanças quanto Jeane, ele evoluiu muito durante o livro. De um garoto super popular e um cara que se esforça em aceitar Jeane, e que vacila em vários momentos, que reconhece o seu erro e tenta se corrigir. Mais um personagem muito verossímil.

20151229_175153(1)

Gostei tanto da forma como eles começaram a se relacionar, e a conviver com o fato que gostavam da companhia um do outro, mesmo eles sendo extremamente diferentes. Teve várias situações engraçadíssimas, outras com uma mensagem e uma reflexão profunda (e que me fez pensar em várias coisas), e o mais importante foi a mensagem final, onde ser quem nós somos é o que nos faz especial para os olhos daqueles que nos rodeiam. AMEI!

Como resultado de uma história incrível: li o livro em um dia, cravado. Não consegui parar, e nem fiz questão de tentar. Simplesmente devorei.

Plataforma de Leitura: Livro Físico

Tempo de Leitura: 1 Dia
Nota: Book-iconBook-iconBook-iconBook-iconBook-icon

20151229_175132

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s